sexta-feira, 4 de março de 2011

A BRIGA DO SÉCULO 19: BISPO DE OXFORD X CÃO DE GUARDA DE CHARLES DARWIN

Não se trata, na verdade, de uma briga literal, nem de um cachorro. Estamos falando de um debate ocorrido no dia 30 de junho de 1860, cujos protagonistas foram Samuel Wilberforce (1805 - 1873), bispo de Oxford e Thomas Huxley (1825 - 1895), biólogo inglês.

O referido debate se deu em função da Teoria da Evolução, de Charles Darwin. Na ocasião, o bispo se contrapôs às conclusões do pesquisador inglês, ao passo que Huxley se posicionou favoravelmente à Origem das Espécies.

Darwin era um homem tímido, e não gostava de participar de debates públicos. O cientista não dispensava uma cidade interiorana e fazia questão de ficar distante da atenção dos outros. Huxley, por sua vez, era dado aos discursos e eloquente na arte de falar, além do quê usava de recursos humorísticos enquanto debatia.

Darwin e Huxley se tornaram amigos e este acabou sendo o escolhido para duelar com o bispo de Oxford.

Durante o debate, o bispo voltou-se para Huxley e lhe indagou se ele havia descendido dos macacos por parte do pai ou da mãe. A pergunta deixou o cientista furioso, cuja resposta foi a seguinte:

"Se me fizessem a pergunta sobre se eu preferia ter por avô um humilde macaco ou um homem muito dotado intelectualmente e de grandes meios de influência, mas que não empregaria todos os seus dons e poderes senão para ridicularizar uma grande questão científica, eu diria sem hesitar que prefiro o macaco."

Huxley foi longamente aplaudido depois da resposta. Posteriormente ao debate, ele teria dito: "Eu ouvira com grande atenção a intervenção do bispo, mas não pude detectar um só elemento novo, nem novo argumento, com exceção, para dizer a verdade, da questão que ele me colocou sobre minha preferência em matéria de ancestrais".

Huxley fazia questão de debater, e ele próprio se autodefinia como o cão de guarda de Darwin, apesar de não ter concordado com tudo o que o pai da Teoria da Evolução escreveu sobre o tema.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário