segunda-feira, 29 de novembro de 2010

CURIOSIDADES SOBRE O TRÂNSITO

O primeiro registro de atropelamento causado por um carro aconteceu em 1880, nos Estados Unidos. Dezessete anos depois o poeta Olavo Bilac bateu seu automóvel em uma árvore e acabou entrando para a história como sendo o primeiro a se acidentar no trânsito brasileiro.

Antes de tais acidentes, em 1769 um francês que conduzia um carro com três rodas (que viajava a uma velocidade máxima de 4 km por hora) bateu em uma árvore na primeira saída. Um ano depois o mesmo motorista causou outro acidente e foi, provavelmente, o primeiro a ser condenado por direção perigosa.

A Inglaterra determina, em 1865, que à frente dos automóveis fosse um homem correndo com uma bandeira vermelha, a fim de alertar os pedestres e cavaleiros que transitavam nas ruas e estradas. A lei teria sido abolida em 1896, depois que aquele país registrou a primeira morte de trânsito.

Em 1909 a Alemanha cria uma lei que autoriza os condutores de automóveis a abandonar o local do acidente sem prestar socorro à vítima, de modo que somente no dia seguinte o atropelador poderia avisar a polícia do acidente.

No Brasil, em 1910, o então presidente da República, Nilo Peçanha, assinou a primeira legislação nacional de trânsito no país, embora existissem poucos carros circulando nas cidades brasileiras. O objetivo principal, na verdade, era incentivar a construção de estradas.

Em 1910, os Estados Unidos passaram a exigir que os motoristas profissionais se submetessem a uma prova antes de receber autorização para dirigir. O feito ocorreu logo depois da produção dos veículos da marca Ford.

A partir de 1966 o Brasil ganha faixas de trânsito nas ruas e um ano depois os carros produzidos nos Estados Unidos ganham cinto de segurança.

.

Um comentário:

  1. Em se tratando de Olavo Bilac, o fato mostra que o poeta que era bom na rima, bom na métrica, mestre no soneto.... era barbeiro como motorista.

    ResponderExcluir