segunda-feira, 26 de julho de 2010

EMBORA CHAMADO DE ATEU, O FAMOSO SÓCRATES NÃO ERA PARTIDÁRIO DO ATEÍSMO

Há quem se pronuncie no sentido de elencar o dito filósofo no rol dos famosos ateus. Uma revista especializada em história chegou a publicar uma matéria relatando Sócrates como um ateu.

A associação do filósofo com o ateísmo pode ser pelo fato dos gregos terem passado à história como uma sociedade pensante, racional, enquanto esta condição é contraposta à religiosidade.

Mas ele não foi ateu.

Sócrates foi julgado por 500 juízes e condenado a beber cicuta por dois motivos especiais.

O primeiro motivo tem ligação com o que ocorreu nos anos 411, 404 e 401, quando houve diversas tentativas de golpe contra a democracia ateniense, todas sem êxito. Dentre os principais elementos envolvidos nessa tentativa estavam os discípulos diretos de Sócrates. Vale lembrar que o sistema democrático apresentado pelos gregos nunca foi bem visto pela “trindade” da filosofia grega (Sócrates, Platão e Aristóteles), visto que, segundo os três, somente filósofos deveriam gerir o Estado.

No entanto, a democracia permite que ascenda ao poder qualquer do povo, guardadas as condições mínimas para tal intento. O fato dos discípulos de Sócrates se envolverem na tentativa de golpe levou o Estado a julgar que o preceptor dos mesmos (ou seja, Sócrates) fosse o grande responsável por aquela situação.

O segundo motivo da condenação aponta para o fato de Sócrates ter blasfemado contra os deuses gregos, mas não pelo fato dele ser descrente com relação a esses deuses; muito pelo contrário: Sócrates era crente em Zeus e, dos escritos que há acerca do filósofo, é possível ver claramente que ele se reporta de modo exaustivo a fatos de ordem espiritual, de cuja crença nunca se desgarrou. Estava certo de que gozaria de paz eterna ("... todo o longo discurso que acabo de fazer para vos demonstrar que, ao beber o veneno, não permanecerei convosco, mas que vos deixarei e irei gozar felicidade e bem-aventurança...")

Na verdade, o real motivo da acusação de blasfêmia é pelo fato dele ter afirmado que tinha um oráculo pessoal, comunicação direta com Delfos, algo não aceito na religião grega.

Veja as palavras de Sócrates ditas minutos antes de beber a cicuta:

"Mas ao menos é permitido, como na verdade é dever, orar aos deuses, para que bendigam nossa viagem e a tornem feliz. Isso é o que lhes peço e assim seja."

Incrivelmente, apesar de todo o saber que lhe é atribuído, não se separou das crenças relacionadas aos deuses gregos. Sócrates nem era ateu nem deísta. Era teísta convicto.

.

7 comentários:

  1. Texto evasivo.

    Sua afirmação é discutível.

    INEXISTÊNCIA também significa "gozar de paz eterna."

    A acusação contra Sócrates é irrefutável: o crime principal é que ele "NEGOU A EXISTÊNCIA DOS DEUSES." Ponto final.

    O que conta é a literatura da época escrita pelos próprios acusadores de Sócrates.

    Na peça de teatro grego "As Nuvens" o dramaturgo ateniense Aristófanes claramente acusa Sócrates de ser ATEU.

    Aristófanes foi contemporâneo de Sócrates e um de seus acusadores.

    O texto da peça não deixa margem a dúvidas: o protagonista incendeia a casa de Sócrates exigindo que o filósofo e seus discípulos fossem agredidos e MORTOS "porque eles ofenderam os deuses."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Ernesto Ribeiro,

      Você diz: "O que conta é a literatura da época escrita pelos próprios acusadores de Sócrates".

      Você já leu Fédon? Acredito que o conteúdo do referido diálogo (de Platão) refuta bem teu ponto de vista.

      Continuo mantendo integralmente meu ponto de vista acerca da religiosidade de Sócrates.

      Sócrates não negou a existência dos deuses. Caso você mantenha o mesmo pensamento, teremos de confrontar a peça grega citada por você e o diálogo citado por mim.

      Abraços.

      Excluir
    2. Fontes? Evidências? Provas?

      Excluir
  2. Caso ele fosse ateu, teria alguma coisa de mal nisso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO EXISTE HOMEM ATEU.......POIS SUA NATUREZA PROVA QUE EXISTE UM CRIADOR PARA TODAS AS COISAS...............SÓ É ATEU, QUEM JÁ LEU A BÍBLIA SAGRADA E POR LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE QUER SER ATEU............MAS UMA PESSOA QUE NÃO CRÊ EM DEUS, NÃO EXISTE!

      SE ALGUÉM NÃO CRÊ EM DEUS, SIGNIFICA QUE O PRÓPRIO DEUS FALHOU NA CRIAÇÃO DELE.

      A PRÓPRIA NATUREZA CALA A BOCA DOS ATEUS......

      Excluir
  3. Indagador como era, Sócrates (o filósofo) jamais seria "teísta convicto".

    ResponderExcluir