sexta-feira, 11 de junho de 2010

FUNDADOR DE UM CONHECIDO SEGMENTO RELIGIOSO PROTESTANTE FOI ESQUECIDO NUMA CASA EM CHAMAS QUANDO AINDA ERA UMA CRIANÇA

O incêndio aconteceu no dia 9 de fevereiro de 1709. Começou por volta da meia-noite.

Uma de suas irmãs acordou depois que faíscas caíam sobre seus pés, o suficiente para ela gritar e acordar parte dos moradores da casa. Foi um clamor geral, pois era um incêndio de grandes proporções, e ao que tudo indica provocado intencionalmente por questões religiosas.

Com muito sacrifício e com a ajuda dos vizinhos os pais conseguiram resgatar, inicialmente, sete das oito crianças.

Mas ninguém percebeu a falta do oitavo filho, então com 6 anos incompletos. Desesperada, a mãe tentou por 3 vezes adentrar na casa a fim de resgatar o último filho, mas as chamas eram mais fortes. O pai também não conseguiu entrar na casa para resgatar seu filho querido.

Não havia mais o que fazer. O pai, que era pastor, ajoelhou-se e encomendou a alma do filho a Deus. O menino, que dormia em seu quarto juntamente com outras crianças, foi a única que não acordou em boa hora.

Depois que o pai se ajoelhou, o filho apareceu em uma das janelas da sacada, de sorte que foi logo percebido pelas pessoas que já choravam sua iminente morte.

Percebendo que não havia mais tempo de subir pelas escadas, um homem subiu sobre os ombros de um outro e arrebatou o garoto do meio das chamas.

Em seguida, houve um grande estrondo e a casa veio abaixo. O pai, que passava por grandes dificuldades financeiras, novamente se ajoelhou e disse que agora se considerava rico, pois todos os oito filhos e esposa estavam a salvos.

O menino ficou conhecido como "Um tição arrebatado do fogo". Seu nome é João Wesley, fundador do Metodismo e o responsável pelo maior avivamento espiritual da Inglaterra no século 18.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário