segunda-feira, 1 de março de 2010

MONGE CRISTÃO VIVEU EM CIMA DE COLUNA E TOCAVA OS PÉS NA CABEÇA TODOS OS DIAS PARA SE REDIMIR DOS PECADOS

.

A história do cristianismo está repleta de autoflagelos. A fim de pagar os pecados, houve quem pastasse no campo como gado; outros que viveram em minúsculas gaiolas; outros ainda que amarravam pesadas correntes no pescoço e ficavam num pé só até não mais suportar.

E por aí vai.

O exemplo mais interessante, talvez, seja o caso de um sírio que nasceu no final do século IV d.C. A fim de se redimir dos seus pecados, ele passou a viver mais de 30 anos em cima de uma coluna.

Recebia apenas o necessário para sobreviver. O autoflagelo parecia pouco: decidiu que deveria tocar os pés com a cabeça mais de mil vezes por dia. Fez isso durante dezenas de anos.

O local se tornou sagrado para muitos e depois que o monge morreu, foi construída uma Basílica nas proximidades, onde recebeu muitos peregrinos em busca de conforto espiritual.

As ruínas da Basílica ainda existem, na Síria.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário