sexta-feira, 5 de março de 2010

BRASILEIRO QUE MAIS TRAFICOU ESCRAVOS NEGROS RECEBEU TRATAMENTO DE REI EM SEU FUNERAL

.

O nome dele é Francisco Félix de Souza, conhecido na África por Chachá. Nasceu provavelmente em 1754 e morreu em 1849.

Era brasileiro, da Bahia, descendente de português com uma índia (ou escrava) brasileira. Aos 17 anos foi alforriado.

Passou a traficar escravos da África para o Brasil e se tornou um dos homens mais ricos do mundo na época e o maior traficante brasileiro de escravos.

Morreu em Benin, no continente africano. Por ser amigo do rei de Benin (antigamente Daomé), o monarca ofereceu ao falecido um funeral nos costumes do local.

Enviou 80 mulheres amazonas para acompanhar o funeral e sete homens para que eles fossem sacrificados durante o velório, num ritual fúnebre, comum à época.

Os filhos do traficante rejeitaram o sacrifício porque o pai abominava tal prática, quando vivo.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário