quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

OS PRIMEIROS DIAS DE BRASÍLIA (PARTE II): IMPRENSA E OPOSIÇÃO DE JUSCELINO ZOMBAVAM DO PROJETO DE CONSTRUIR A NOVA CAPITAL BRASILEIRA

Não faltaram insultos e descrenças com relação ao projeto do então presidente Juscelino de construir uma nova capital para o Brasil. Houve até um presidente que mesmo já atuando em Brasília ficou decepcionado com a nova capital.

Veja, abaixo, algumas frases e noticiários expostos nos jornais da época:

"Brasília jamais terá energia elétrica ou telefonia. Nunca se comunicará com o restante do país." . . . GUSTAVO CORÇÃO, pensador católico e na época especilaista em telecomunicações, em matéria publicada no Jornal O Globo, em junho de 1959.

"Brasília será a maior ruína da história contemporânea. A diferença das outras é que nunca será habitada por ninguém, já que não fiará pronta." . . . CARLOS LACERDA, líder da UDN, em 1957.

"A Belém-Brasília é a estrada das onças. Liga o nada a lugar nenhum." . . . JÂNIO QUADROS, então presidente, em 1961.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário