sexta-feira, 30 de outubro de 2009

O NOME "JEOVÁ" (DEUS DA BÍBLIA) FOI ADULTERADO NO PERCURSO DA HISTÓRIA

O tetragrama são as quatro letras hebraicas para o nome "Senhor", que veio a ser extremamente sagrado ainda antes de Jesus, fato este que motivou os judeus a não pronunciarem aquele nome (Senhor), com medo de cometerem pecado e infrigirem um dos dez mandamentos, caso houvesse uma associação a algo que fosse considerado pecaminoso.

O nome Jeová, tão usado nos dias de hoje, originalmente não se escrevia assim. Antes, seria Javé.

Ocorre que tornou-se costume substituir o nome Senhor pelo nome Javé, dada a justificativa acima. Os massoretas (estudiosos que deram ao texto do A.T. sua forma final), com a intenção de destacar a necessidade da aludida substituição, intercalaram vogais de Senhor (em hebraico) nas consoantes de Javé (também em hebraico).

Na época da renascença europeia, quando o hebraico passou a ser amplamente estudado nos círculos europeus, os estudiosos, de posse da incompreensão com relação à pronúncia, supunham que esta seria Jeová e não Javé, de modo que a tradição sancionou essa mudança.

Eis, portanto, o motivo da errônea pronúncia e da forma equivocada de se escrever Jeová.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário