segunda-feira, 19 de outubro de 2009

AMOR INCONTROLADO POR PROSTITUTA FEZ CHEFE DE ESTADO REGISTRAR ATO DE SONEGAÇÃO EM LIVROS OFICIAIS

Vespasiano foi imperador romano entre os anos 69 e 79 d.C. Conseguiu "enxugar" a máquina pública.

No seu governo, o Império Romano conseguiu notável progresso econômico. Porém, não escapou ao famoso "jeitinho" na hora de angariar para si benefícios de origem pública.

Veja o que aconteceu:

Depois de ser vencido pelos assédios de uma prostituta, que se mostrava apaixonada por ele, Vespasiano deu a ela uma vultosa quantia em dinheiro retirada dos cofres públicos.

Quando o "contador" perguntou ao imperador como deveria lançar nos livros o gasto financeiro doado à dita prostituta, respondeu-lhe: "Por Vespasiano, sinceramente amado".

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário