quinta-feira, 17 de setembro de 2009

"A REVOLTA DO MONTE SAGRADO": A PRIMEIRA GRANDE GREVE DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

Ela aconteceu no ano 494 a.C., na antiga Roma, bem no início do período republicano (506 a 27 a.C.). Pelo que consta, foi uma greve pacífica, o que não impediu de surtir algum efeito desejado.

Ignorados pelos patrícios, que representavam a elite romana, os plebeus - que representavam a classe pobre - deflagraram uma greve geral, porém com características próprias: resolveram abandonar, em massa, a velha Roma e se dirigiram a um monte não muito distante da cidade.

Vendo-se perdidos sem os plebeus, os quais eram essenciais à vida econômica e militar de Roma, os patrícios decidiram dialogar com os ressurretos a fim de reverter, em caráter de urgência, aquele quadro desolador e letal à sobrevivência da velha cidade.

A plebe (de onde surgiu a palavra plebiscito) reivindicava pelo menos o direito de defesa nas assembleias. Conseguiram mais do que isto: foi criado o Tribunato Plebeu.

Alguns anos depois (471 a.C.), conseguiram que seus tribunos fossem escolhidos pelos próprios plebeus. Vinte e seis anos depois dessa nova conquista, conseguiram que plebeus se casassem com patrícios. Em 367 a.C. angariaram o direito de não serem mais presos por dívida. Sessenta e sete anos depois, a igualdade religiosa, e 13 anos depois, uma grande conquista: o Senado romano não mais poderia anular as decisões realizadas em plebiscitos. Conforme foi dito antes, plebiscito deriva de plebe.

.

Um comentário: